Home » Notícias

Notícias

Protocolo de encalhe de baleia é apresentado

Postada em 17/05/2017
Foto Notícia

Quais os procedimentos que devem ser tomados no encalhe de uma baleia na praia ? Quando uma rede está enrolada no corpo do animal, como proceder ? Estas e outras perguntas foram respondidas pela analista ambiental Luciana Magnabosco de Paula, profissional do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMbio). O encontro foi realizado no auditório do Iphan, na última segunda-feira, com apoio da Fundação Lagunense de Cultura. 

Os procedimentos foram reunidos no protocolo de encalhes da APA da Baleia Franca, um programa desenvolvido pela equipe da Unidade de Conservação Federal para prestar assistência aos mamíferos marinhos encalhados, que prevê uma série de ações para estas situações.  

"É importante sensibilizar a população de manter as distâncias necessárias", disse Luciana.

A coordenação do Protocolo de Encalhes na Unidade é formada pela APA da Baleia Franca/ICMBio, Projeto Baleia Franca, Associação R3 Animal, Laboratório de Zoologia/UDESC/Laguna, Museu de Zoologia Professora Morgana Cirimbelli Gaidzinski da UNESC, Corpo de Bombeiros, Capitania dos Portos e Polícia Militar Ambiental.

Botos

Uma próxima etapa será realizar procedimentos incluindo os botos e pequenos animais marinhos. Novas medidas para as retiradas de redes e apetrechos de animais pequenos serão levantadas e analisadas pelos técnicos.  

O emalhe de um boto está movimentando o meio acadêmico e órgãos ambientais. Na última semana, registros fotográficos dos botos feitos pelos técnicos que realizam o monitoramento destes animais, constataram que um deles está vivendo com apetrechos de pesca enganhados no corpo. 

Técnicos irão estudar a melhor forma de retirar os objetos o mais rápido possível. As fotos já foram encaminhadas para especialistas americanos, que promoveram cursos sobre o assunto na região e podem contribuir, pois já efetuaram ações deste tipo.  

"Primeira vez que temos melhores detalhes do corpo do boto, com as fotos tiradas durante um salto, onde ele apareceu todo acima da água", explicou o professor da Udesc Pedro Castilho, especialista da área. 

"Todo a ação será muito bem analisada, com a participação de todos os órgãos responsáveis", declarou Castilho.

Como a população pode ajudar?

Programa de Monitoramento de Praias - 0800-642-33-41. A ligação será direcionada à equipe local para o resgaste.

Projeto Baleia Franca: (48) 3255-2922

Polícia Ambiental (48) 3644-1082

Cuidados:

Em caso de animais vivos

Não tente devolver o animal para a água, pois pode ser perigoso;

Obtenha fotografias do animal, possibilitando a identificação da espécie e documentação do caso.

Proteja a sua saúde

Evite respirar o ar expirado pelos animais;

Não se aproxime. São animais grandes em situação de debilidade física, que podem se tornar ariscos com a aproximação de outros indivíduos e causar ferimentos.

 

Texto: Jornalista Taís Sutero - MTB 1796

Mais Notícias